A limpeza é um dos aspectos mais importantes para o correto funcionamento de uma empresa. Seja em ambientes empresariais ou industriais, é fato que assegurar que o local esteja sempre higienizado impacta de maneira positiva da produtividade dos funcionários.

E não é só isso! Afinal, uma limpeza periódica e bem executada evita a proliferação de micro-organismos e, consequentemente, a contaminação do produto e a ocorrência de problemas de saúde entre os colaboradores.

Entretanto, mesmo sendo imprescindível para a operação de qualquer empreendimento, alguns gestores ainda cometem sérios erros durante esse processo, prejudicando os resultados do negócio como um todo.

Para que você não caia nessa armadilha e se torne um gestor de limpeza eficiente, preparamos esse post! Quer saber quais são os erros mais cometidos? Continue com a leitura!

1. Utilizar produtos inadequados

Se você pretende cuidar da limpeza da empresa sem o auxílio de uma empresa terceirizada, a primeira noção que precisa ter é que isso é plenamente possível, desde que se busque conhecimento sobre tais processos.

Aliás, um dos erros mais cometidos está relacionado à falta de conhecimento e entendimento de que produtos residenciais e desenvolvidos para outras finalidades não são eficazes na limpeza empresarial e industrial.

Dessa maneira, utilizar sabão em pó ou líquido na limpeza do piso da indústria ou das vidraças é um erro que reduz sua vida útil. A explicação é simples: um produto como esse foi desenvolvido para limpar tecidos e, quando utilizado incorretamente, conduz à perda de brilho e deterioração dos revestimentos.

2. Não utilizar equipamentos específicos para limpeza empresarial

A não utilização dos equipamentos e ferramentas especialmente desenvolvidas para esse tipo de limpeza é outro erro que contribui para a falta de eficiência desse processo.

O uso de lavadoras e varredoras profissionais, por exemplo, contribui para uma limpeza muito mais eficaz e rápida. Por outro lado, realizar esse trabalho manualmente ou com equipamentos destinados à limpeza leve e residencial faz com que sua equipe perca tempo e ainda se esforce mais para alcançar algum resultado.

Do mesmo modo, a utilização de carrinhos funcionais deve ser estudada. Trata-se de um investimento interessante, uma vez que permite que os colaboradores tenham sempre ao seu alcance tudo aquilo que precisam para concluir a tarefa.

3. Não ter um cronograma de limpeza

O planejamento é a base para a correta execução de qualquer estratégia empresarial. Nesse sentido, é evidente que sua equipe precisa ter um cronograma a ser seguido, já que iniciar a limpeza por qualquer ambiente é um erro.

O ideal é ter um plano de ações que estabeleça a periodicidade com que cada ambiente será higienizado, qual a equipe responsável e a maneira como o processo será executado.

Seguindo essas orientações você não corre o risco de esquecer algum local ou demorar a efetuar a limpeza e enfrentar os diversos problemas que esse descuido pode causar.

4. Utilizar limpadores multiúso de maneira indiscriminada

Você, certamente, já deve ter ouvido falar em limpadores multiúso. O problema é que muitos gestores e funcionários acabam achando que esse produto pode ser utilizado na remoção de qualquer sujeira.

Fique atento a isso, pois estamos falando um produto químico que foi desenvolvido para ser aplicado apenas em superfícies laváveis. Isso quer dizer que, caso seja utilizado em madeira ou metais, haverá dano aos objetivos.

Para que não correr riscos desnecessários, oriente seus funcionários a realizarem um teste antes de começar a aplicar o produto.

5. Lavar vidraças no sol

Pode parecer estranho, mas lavar vidraças quando há sol incidindo sobre elas é um erro. Em resumo, em horários em que o sol está mais intenso, como às 15h, não é aconselhável realizar esse tipo de higienização.

Entenda que a luz solar faz com que o produto ou o sabão aplicado sobre o vidro evapore mais rapidamente e, com isso, deixe manchas e atrapalhe a remoção das impurezas a tempo.

Portanto, o ideal é montar um cronograma no qual a limpeza de janelas, fachadas e portas de vidro seja feita durante a manhã ou quando não há raios solares incidindo diretamente sobre eles ou utilizando equipamentos que lavam o vidro sem utilizar detergente – o que evita as manchas de respingo quando os vidros secam.

6. Misturar produtos químicos

Misturar produtos químicos, apesar de muito perigoso, ainda é uma prática constante em processos de limpeza. Geralmente esse tipo de erro decorre da falta de treinamento e conhecimento dos funcionários e, portanto, merece uma atuação incisiva do gestor de limpeza.

Via de regra, a maioria dos produtos químicos não foi elaborada para ser misturada a outros produtos químicos. Além de comprometer a segurança e saúde de quem está manuseando os itens, isso pode danificar a superfície higienizada.

Como exemplo, podemos citar a mistura de água sanitária com alguns limpadores industriais. O funcionário acredita que está desenvolvendo uma fórmula imbatível para matar bactérias e ampliar a eficácia da limpeza, no entanto, isso pode gerar uma reação química e produzir uma fumaça tóxica extremamente prejudicial à sua saúde.

7. Limpar equipamentos eletrônicos e máquinas com produtos químicos

Nem todo equipamento e máquina pode ser limpo com produtos químicos. Por isso, procure pesquisar e estudar as orientações do fabricante antes de iniciar o processo de limpeza.

Computadores, por exemplo, devem ser limpos com um pano úmido sem o uso de limpadores e desengordurantes. Lembre-se de que a sujeira que se acumula nessas ferramentas é basicamente poeira e isso pode ser espanado ou retirado com apenas água.

Do mesmo modo, as máquinas e equipamentos industriais são feitos com materiais que demandam cuidados especiais. É preciso se certificar de que o produto escolhido é compatível e não causará danos à sua estrutura, como a corrosão e o curto circuito.

Chegamos ao final do post de hoje. Buscamos reunir e apresentar a você os 7 erros mais cometidos durante os processos de limpeza empresarial e industrial. Conforme demonstrado, cada um desses descuidos gera sérios danos à empresa e, por isso, precisam ser devidamente evitados. No entanto, agora que você já os conhece terá melhores condições de planejar e instruir sua equipe a efetuar uma limpeza segura, eficiente e de qualidade.

Esse conteúdo ajudou você a se tornar um gestor mais qualificado? Então, compartilhe-o em suas redes sociais e repasse esses conhecimentos a outros profissionais!