A limpeza faz parte da gestão de todo local, seja comercial, industrial ou, inclusive, residencial. O objetivo é o mesmo em todos os casos: manter a higiene, a organização e a boa aparência. Alguns fatores, no entanto, modificam significativamente a forma como se deve fazer e a frequência com que ela é necessária. São eles: área total, circulação de pessoas e veículos, produtos químicos utilizados e atividades realizadas no ambiente.

Como sabemos, todos esses quesitos são encontrados de forma ampliada nas empresas, se comparadas aos domicílios. O desafio é, consequentemente, muito maior. Economizar com limpeza da empresa é sinônimo de eficiência e produtividade. Pode parecer bobagem, mas um ambiente sujo pode diminuir a motivação de toda a sua equipe e impactar negativamente a imagem que os clientes têm da sua marca.

Em resumo, a redução de custos na limpeza empresarial e comercial é um ótimo negócio. Veja algumas maneiras de realizá-la:

Gestão e planejamento

Não há como frisar o quanto a limpeza é importante para uma organização. Ainda assim, é comum que ela seja negligenciada, deixada de lado, cabendo aos próprios funcionários decidir como, quando e onde serão realizadas suas tarefas rotineiras. Isso é um erro.

Um gestor deve centralizar o comando do setor — caso seja uma empresa pequena, não precisa ser sua dedicação exclusiva, mas é preciso que haja responsáveis. Antes de tudo, ele deve mapear o espaço da empresa, identificando áreas críticas para a limpeza, que incluem locais que sujam com facilidade e que estejam à vista dos clientes. Em seguida, ele procura por soluções, faz a escala das equipes, decide os equipamentos, produtos e treinamentos que poderão melhorar o serviço. E mãos à obra!

O gestor é o responsável pela agilidade, eficiência e redução de custos na limpeza empresarial.

Investimento e inovação

Gastar pode ser a melhor forma de economizar com limpeza da empresa. Parece loucura, não é? Mas é a mais pura verdade. Os equipamentos de limpeza são um investimento chave para o setor. Entenda por quê:

Produtos

Um produto de limpeza não pesa no bolso de ninguém, certo? Mas quantos você usa por mês? Em qual quantidade? Com o uso de equipamentos especializados, tanto limpezas simples (como de poeira), quanto outras mais pesadas (como de graxa, óleo e demais gorduras), podem ser realizadas com pouco ou nenhum produto. Saber qual o produto certo para cada tipo de sujeira pode ajudar a reduzir drasticamente os gastos com químicos.

Água

Quanto de água você tem gasto com a limpeza da sua empresa? Nunca fez as contas? A resposta provavelmente é: muita! Em tempos de escassez hídrica, não podemos ignorar a necessidade de economia desse recurso precioso. A eficiência dos equipamentos de limpeza é realmente impressionante nesse aspecto. Com muito menos água você terá o mesmo resultado que o serviço manual — ou até melhor.

Embora a economia de insumos seja um benefício de quase todos os equipamentos de limpeza, não deixe de procurar por empresas com pensamento sustentável e enfoque em tecnologia verde, diminuindo ainda mais os recursos necessários — será melhor para o meio ambiente e para sua empresa também.

Interessado em ir além na questão ecológica? A instalação de um sistema coletor de água da chuva é relativamente barata e lhe servirá a longo prazo. A água pluvial não é indicada para consumo humano, mas é totalmente adequada à limpeza.

Descarte

É função essencial do setor de limpeza o manejo do lixo gerado pela empresa. Levando em conta o volume de rejeito produzido diariamente pelas corporações, você já pensou em todo o dinheiro que pode estar jogando fora? Eletrônicos, papéis e papelão e resíduos metálicos podem ser vendidos. Instale coletores de recicláveis, entre em contato com cooperativas e empresas de reciclagem e incentive os funcionários a aderir ao projeto com palestras e cartazes.

Atitudes como essas geram engajamento de toda a sua equipe, trazendo bem-estar aos funcionários por fazer parte de uma empresa que se preocupa não apenas com o seu lucro, mas com o planeta e as próximas gerações. Amplie suas ações sustentáveis para outros setores e procure por certificados empresariais como os da família ISO14000. Você ficará surpreso com o tamanho da resposta positiva que receberá do mercado consumidor.

Quadro de funcionários

Um equipamento de limpeza ultrapassa — e muito — a capacidade produtiva de um funcionário do setor. Na verdade, dependendo do espaço, do tipo de sujeira e do maquinário utilizado, pode ultrapassar a capacidade de vários. É fato que salário, encargos sociais e trabalhistas são alguns dos gastos mais elevados de um negócio. Não há dúvidas de que diminuir a equipe é uma forma de economizar com limpeza da empresa.

Com a escolha certa dos equipamentos e a manutenção regular, o tempo gasto com limpeza tende a diminuir, reduzindo possíveis gastos com hora extra e adicional noturno. Além disso, deixa o local mais disponível para sua função principal. O planejamento do gestor se torna mais simples e absenteísmos por questões ergonômicas e exposição continuada a produtos químicos fortes — dois problemas típicos da limpeza manual — são significativamente reduzidos pelo auxílio das máquinas.

Outra dica: a limpeza de fachadas de vidro pode implicar em situações de risco previstas na NR35 (de trabalho em altura), necessitando de treinamento especial, atestado médico de aptidão e equipamentos de proteção coletiva e individual. Com limpadores com água pura e cabo extensor é possível diminuir o número de funcionários envolvidos nessa limpeza mais complicada, ou, ainda, retirá-los completamente da situação de risco, fazendo o trabalho em segurança a partir do andar térreo.

Esperamos que este post tenha ajudado você a repensar a forma como faz a limpeza na sua empresa. Como você pode ver, dar a devida atenção ao setor vai além da redução de custos na limpeza empresarial, trazendo também vantagens de gestão, imagem e até mesmo um retorno financeiro.

Para ajudar outras pessoas a descobrir como economizar com limpeza da empresa, que tal compartilhar este post nas redes sociais? Limpeza pode ser sustentabilidade, economia e inovação. Divulgue essa ideia!